Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Circo da Lama

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

Circo da Lama

23
Jan09

Jean-Claude van Damn, he's good!

Bruno Vieira Amaral

Eu sei que deveria ter passado a minha infância a ler Salgari, Verne e Blyton (“Salgari, Verne e Blyton, boa tarde, em que posso ajudar?”). Aos 10 anos teria apanhado tuberculose, aos 11 ainda faria chichi na cama e teria uma mãe carinhosa e um pai severo. Teria sempre uma pontinha de febre e as faces rosadas, exigiria toda a atenção materna e secretamente desejaria que o papá tropeçasse nas escadas da nossa bela mansão vitoriana e tivesse uma morte imediata com o máximo sofrimento entretanto. Aos 12, eu teria lido A Montanha Mágica em alemão e teria uma paixoneta por um priminho atlético e muito burro, que teria um fim trágico quando uma granada da 1ª Guerra Mundial rebentasse nas suas mãos ineptas. Aos 20 anos eu estaria na Faculdade de Letras e teria uma amiga chamada Clarisse, com quem passaria as tardes no relvado do Campo Grande a fazer-lhe trancinhas. Ela apaixonar-se-ia por um belo rapaz e eu daria cabo do romance ao não entregar o bilhetinho em que ele confessava o seu amor por Clarisse e avisava que ia para o sul de França durante uns meses mas que quando voltasse planeava casar com ela. Desgostosa, pensando que ele a tinha abandonado, Clarisse iria para um convento e nunca mais ninguém ouviria falar dela. Eu passaria o resto da minha vida numa pequena casa no Alentejo com uma criada preta e gorda de nome Abigail. Teria horríveis pesadelos, assombrados pelo fantasma de Clarisse, e acabaria por escrever um livro em que assumiria a culpa por tudo o que acontecera. Morreria aos 114 anos, em paz e vivendo da bondade de estranhos. Infelizmente, tive uma infância suburbana, cheia de telenovelas, Pássaros Feridos e filmes do Jean-Claude Van Damme. Resta-me pouco tempo para escrever um argumento que conta a história de 4 irmãos (papéis a serem entregues a Mickey Rourke, van Damme, Jack Scalia e José Wilker) e em que, forçosamente, terei de incluir Richard Chamberlain num papel qualquer em cadeira de rodas. É pois com todo o prazer que anuncio a reabilitação crítica de Jean- Claude Van Damme. Aqui.

Seguir

Contactos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D