Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Circo da Lama

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

Circo da Lama

06
Dez09

Sweet Smell of Success

Bruno Vieira Amaral

 
 
Camomila engole dissertações sobre aviários. Atrasos obscuros remendam sucata. Rios antropófagos (esta até pode ser considerada poesia) desmascaram colírio. Virginia Blackburn é a autora da biografia de Robert Pattinson. Pattinson é aquele rapaz dos filmes de vampiros. E alguém escreveu uma biografia. Não autorizada. Resumindo: o rapaz não existe, pesem embora os inúmeros posters em quartos de adolescentes, tal como pude comprovar através de uma investigação no terreno. Não-Pattinson estudou no Harrodian, “sito em 25 acres de terreno” (p. 30), um colégio misto, frequentado por pessoas reais e por Pattinson. Uma vez que Não-Pattinson tinha duas irmãs mais velhas “estava bem habituado ao sexo oposto” (p. 31). Não-Pattinson ter-se-á habituado ao sexo oposto com as duas irmãs? O que é isto? Este rapaz não se contenta em não existir como se aproveita do facto para se habituar ao sexo oposto com as irmãs. Página 37: “Todo um panorama de novos aspectos se abria diante dele. Mas decerto que não eram apenas as raparigas a contribuir com toda a quantidade de novos segmentos que se estavam a introduzir na sua vida.” Um panorama de novos aspectos e a quantidade de novos segmentos a introduzirem-se na vida de Não-Pattinson são imagens dignas de Rui Santos. Não-Pattinson não é apenas um perito em inexistência, mas também um ectoplasma táctico.
 
Depois, arrumei o livro e comecei a ver Sweet Smell of Success, de Alexander Mackendrick, com Burt Lancaster e Tony Curtis. Um filme de canalhas com “scruples of a guinea pig and the morals of a gangster”. Não admira que o colunista Lancaster, capaz de erguer e destruir carreiras, respire fundo e diga “I love this dirty town.” Uns anos mais tarde, haveria de aparecer um taxista com vontade de limpar as ruas. Aqui é diferente. Estão todos “immersed in the theology of making a fast buck.” É um grande filme sobre a ambição, o egoísmo, a corrupção, o desdém pelo outro. E um dos grandes filmes, de entre tantos, sobre a cidade de Nova Iorque, cidade nocturna. Os clubes de jazz (a banda sonora de Elmer Bernstein a levar o filme), o fumo, as esquinas morais. Curtis brilhante como réptil. Lancaster com a solidez dos grandes: pérfido, egocêntrico, dominador e, no fim, impotente. O plano final, as ruas lavadas pela manhã que se anuncia, Curtis a rastejar, a irmã que se liberta de Lancaster, é um triunfo. Mas os nossos pensamentos vão para os derrotados.

Seguir

Contactos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D