Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Circo da Lama

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

Circo da Lama

17
Dez09

Jogos

Bruno Vieira Amaral

 

Em certos momentos, A Sala de Vidro (Civilização) é um romance muito kunderiano -  História e triângulos amorosos, reflexões etimológicas e litost. Mĕsto, a cidade ficcional onde decorre a acção, esconde a cidade real de Brno, onde Milan Kundera nasceu em 1929. A Casa Landauer é inspirada na Villa Tugendhat, um dos projectos mais aclamados do arquitecto Mies van der Rohe, construída entre 1928 e 1930. Nenhum destes dados é facultado pelo autor. Ao ocultar esta informação, Simon Mawer lança o desafio ao leitor: “vai e descobre”. Mawer reincide no jogo com a personagem de uma jovem actriz que sonha em vir a ser uma estrela de cinema. Hedy é o nome e há uma referência a um polémico filme checo dos anos 30 em que participou sem outro adorno que não o da sua natural (carnal e carnívora) beleza. Uma beleza que haveria de enfeitiçar Sansão. Ainda na esteira de Kundera, é interessante a oposição passado/peso e futuro/leveza. Viktor Landauer, o industrial judeu que encomenda o projecto da casa ao arquitecto Rainer von Abt, quer libertar-se do Romantismo, do apego ao passado, das casas pesadas e sólidas, cheias de ornamentos. O arquitecto, por sua vez, deseja “tirar o Homem da caverna e pô-lo a flutuar no ar.” E é pelo ar que, nas vésperas da invasão alemã, Viktor e a família são obrigados a deixar a casa e o país. Luftmensch, era assim que os nazis designavam os judeus, criaturas do ar, sem raízes. Leves, sem o peso do blut und boden, da terra e do sangue. O futuro leve esmagado pelo peso do passado.
 

A recensão sai na próxima edição de fim-de-semana do jornal i

1 comentário

Comentar post

Seguir

Contactos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D