Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Circo da Lama

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

Circo da Lama

22
Jun14

7700: encontro de irmãos

Bruno Vieira Amaral

Já em 2010 tinha sido assim. Na altura, era a primeira vez que dois irmãos jogavam um contra o outro num campeonato do mundo. Pela Alemanha, Jérôme Boateng. Pelo Gana, Kevin-Prince Boateng. Este último tinha jogado pelas selecções jovens da Alemanha, mas alguns conflitos com treinadores e com a federação levaram-no a aceitar o convite para jogar pelo Gana. Jérôme, menos exuberante que o irmão, talvez mais germânico, manteve-se incógnito na mannschaft, um lateral regular que sobe pela certa e arrisca pouco. Kevin-Prince, não sendo genial, tem génio e namorada de passerelle, uma Melissa italiana que promove as proezas sexuais do seu macho onde deve ser: nas redes sociais. Marca golos fabulosos, embora raros. Ontem, uma vez mais, não estiveram à altura do potencial bíblico do recontro. Abel e Caim, Esaú e Jacó, José e os irmãos. Ao intervalo, Joachim Löw deixou Jérôme a reflectir no balneário. O treinador do Gana, James Appiah, só se deve ter apercebido da falta do lateral alemão oito minutos após o reinício do jogo e para que Kevin Prince não se ficasse a rir do irmão substituiu-o nesse momento. Não podemos desculpar os fraternais Boateng. Tínhamos aqui uma tragédia pronta a ser encenada e, no final, nem uma falta mais dura, nem um insulto, um indício de zanga, nada. Nenhum se destacou. Acabaram substituídos. Consta que irão passar férias juntos em Miami. E algumas pessoas ainda se perguntam para que serve a ficção. Serve para incendiar os factos quando a realidade é morna.

 

A segunda parte do jogo de ontem mostrou-nos que a poderosa selecção da Alemanha é menos poderosa quando defronta equipas que não estão interessadas em cometer suicídio. Mostrou também que o futebol é mais forte que o sangue e a terra. Quem é que, em Portugal, não ficou contente com o segundo golo dos ganeses? Ninguém olhou para a tabela classificativa. Eu não olhei. Uma selecção como a de segunda-feira não faz falta a este campeonato do mundo. E não vale o sofrimento dos adeptos.

 

A dimensão de um erro de arbitragem é mais evidente quando não estamos a torcer por nenhuma das equipas. Vemos a meridiana injustiça do erro, a sua influência funesta, sem a ambiguidade do beneficiado e sem a indignação exagerada de quem é vítima de roubo. O golo anulado a Edin Dzeko doeu-me não porque estivesse a torcer pela Bósnia ou porque algo me movesse contra a Nigéria mas por ter sido uma injustiça. Até em casa vi, sem repetição, que o homem estava em jogo. Ao que parece, a visibilidade da linha lateral em Cuiabá não era das melhores. Perante tão óbvia injustiça, que só me levou a pensar “isto não se faz”, dispensam-se as teorias tão aproveitadas nestes momentos, das conspirações contra os países mais pequenos às manobras de platinis maquiavélicos. Foi injusto porque há coisas que podem só acontecer uma vez na vida. E, ontem à noite, em pleno Pantanal, Dzeko pode não ter marcado o seu único golo em mundiais.

 

Messi marcou um golo à Messi. Klose marcou um golo à Klose. O mundo é o que é.

1 comentário

Comentar post

Seguir

Contactos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D