Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Circo da Lama

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

Circo da Lama

29
Jun14

7700: Fred e Jô

Bruno Vieira Amaral

Dos árbitros e da sorte não é lícito esperar uma coisa: que se virem ao mesmo tempo contra o Brasil. De uma equipa de Scolari pode-se esperar todo o tipo de qualidades – entrega, crença, coração, empenho, devoção – entre o bélico e o religioso, só não se deve esperar bom futebol. Isto é o fato à medida de uma competição a eliminar, com o tumulto emocional contínuo, o discernimento substituído pela fé cega que vai de tropeço em tropeço até ao paraíso. Só o Brasil de Scolari sobreviveria ao remate do intruso Pinilla ao minuto 119. Só o Brasil de Scolari escaparia com vida de um jogo em que fez alinhar – ainda que não em simultâneo, abuso supremo em que o treinador brasileiro teve a precaução de não incorrer – Fred e Jô. Duas crónicas atrás, posso ter sido injusto com o nosso trio de pontas-de-lança. Não quis dar a entender que a nossa inépcia atacante é uma característica da portugalidade, como os pastéis de nata, o fado e a Cristina Ferreira. Jô e Fred, tendo em conta o talento de que estão rodeados, são situações futebolísticas mais graves e, é o que sinto quando os vejo ensaiar uma ligação com a bola, penosas. Não é uma novidade para o Brasil. O unanimemente celebrado escrete de 82 tinha como ponta-de-lança Serginho Chulapa, um sofisticado mecanismo de aparência humana criado para falhar golos. (Como quase todos os jogadores brasileiros, Serginho ainda jogou uma época no Marítimo). No Brasil, os gordos vão à baliza, quem falhou uma carreira no jiu-jitsu vai para o centro da defesa e os toscos, para não atrapalharem a fluidez de jogo, vão lá para a frente fazer o mais fácil, encostar a bola para a baliza, tarefa ainda assim demasiado exigente para Fred e Jô. Há excepções: Ronaldo, um avançado que jogava em metade do campo, e Romário, um ponta-de-lança que ocupava um t0 na grande área e fazia passes para a baliza, são as mais evidentes. Mas excepções deste calibre só servem para aumentar a pressão sobre Fred, que agora exibe um cómico bigodinho de figurante da Kananga do Japão. Quanto a Jô, se entrasse em campo com um chapéuzinho às riscas corria o risco de alguém lhe pedir um gelado ou um cachorro. Estes acidentes não desvalorizam o essencial: com ou sem macumba, com ou sem Senhora do Caravaggio, com muito ou pouco mérito, com o tribalismo scolariano que disfarça as profundas lacunas tácticas do treinador, o Brasil está nos quartos-de-final.

 

- Antes do começo do jogo, estava a favor da Colômbia. Não desgosto do Uruguai, mas sem Suárez a equipa perde graça, futebol e dentes. E a Colômbia poderia finalmente cumprir o que a geração de 94 prometeu. Valderrama, Asprilla e Freddy Rincón, um arsenal de talentos românticos que se desintegrou na fase de grupos e cujo triste epílogo foi escrito numa rua de Medellín semanas depois, ficaram a dever-nos uma. Armero – nome de cidade maldita –, Cuadrado e, acima de todos, James Rodríguez estão a pagar essa dívida com juros. O primeiro golo de James, aliás, salda qualquer dívida. No início do jogo, e após algumas entradas de boas-vindas, o comentador da SportTv, hábil no recurso ao eufemismo, dizia que o jogo iria ser físico. E foi. Até ao momento em que James, rodeado de uruguaios, inventou aquilo. Aí, o jogo foi metafísico. Esperemos que a metafísica cafetera chegue para todas as macumbas sincretistas de Scolari.

 

- com a morte de Eli Wallach sinto necessidade de valorizar os secundários. Um abraço ao Murtosa, o último dos duros.

1 comentário

Comentar post

Seguir

Contactos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D