Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Circo da Lama

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

Circo da Lama

08
Jul14

7700: no dia da batalha meio-campal

Bruno Vieira Amaral

Os caminhos para a posteridade futebolística são incertos: muitos são chamados, poucos são escolhidos. De cada geração, escolhe-se um, dois, e é nestes que, por artes metonímicas, se concentram todas as qualidades de uma época. Por vezes, perduram os sistemas em detrimento dos executantes, os alfabetos tácticos no lugar dos jogadores e das suas contribuições individuais, únicas. Vive Eusébio, viverá talvez no futuro acompanhado pela maldição de um húngaro. Nessa altura, José Augusto, António Simões, Coluna, Jaime Graça, tantos outros, serão pasto para os bichinhos que devoram enciclopédias, meras recordações locais. Pense-se na quase extraordinária carreira de um extraordinário Paulo Futre, Deus dos pequenos, um dos melhores do seu tempo, símbolo de um Atlético sempre à cata das sobras dos grandes. Foi preciso uma surrealista e psicotrópica conferência de imprensa para recuperar a memória de um homem que, naquele fim de tarde no Prater, falhou por centímetros a entrada directa no panteão. Se Futre tivesse marcado aquele golo maradoniano a Bola teria sido de ouro e não de outro. Madjer, outro grande, é quase exclusivamente lembrado pelo seu insólito calcanhar na mesma noite de Viena. O tempo pode ser um grande escultor mas em todas as grandes obras que realiza há a história da pedra que fica no chão, a pedra que nasceu na altura errada, a pedra que falhou aquele golo, a pedra que não foi obra de arte. Hoje, que joga a Alemanha, e apesar de todos os elogios que lhe possamos endereçar à capacidade atlética e técnica, ao espírito competitivo, à fome de conquista, queríamos um Ozil que, até ao momento, só tem estado de corpo e táctica neste mundial. E é pela falta que nos faz Ozil que me lembro desse grande jogador alemão, baixinho, criativo, esquecido, que foi Thomas Hässler. Outros da sua geração tornaram-se simbólicos: Matthäus, Klinsmann, Möller, até defesas como Brehme e Kohler. Mas se quiséssemos ver o nosso futebol no meio dos bárbaros tínhamos de esperar que a bola chegasse a Hässler. Esta noite, em Belo Horizonte, em que tudo aponta para que o jogo se decida na batalha meio-campal entre gladiadores – Schweinsteiger, Khedira e Kroos contra Luiz Gustavo, Fernandinho e Paulinho (não se deixem enganar pelos diminutivos) –, em que teremos a energia de David Luiz e de Lahm, a raça de Daniel Alves, a elegância guerreira de Hummels, vamos sentir a falta de Hässler, vamos sentir a falta de Zico, vamos sentir a falta de Ronaldinho Gaúcho, vamos sentir a falta de Neymar e é possível que sintamos a falta de Ozil, se ele continuar longe dos trópicos, melancolicamente amarrado às tácticas.

6 comentários

Comentar post

Seguir

Contactos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D