Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Circo da Lama

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

"Se ele for para a Suiça, não lhe guardo as vacas", David Queiroz, pai de António, vencedor da Casa dos Segredos

Circo da Lama

12
Jun14

7700: A 1ª Copa Quesefodista

Bruno Vieira Amaral

Para o Reinaldo Moraes

 

A FIFA, que é a organização mais poderosa e mais corrupta do mundo, depois do FMI e da ‘Ndrangheta, tem fama de aterrar nos países escolhidos para albergar as competições que a própria FIFA oferece ao seu cortejo de saqueadores e começar logo a dar ordens, cadernos de encargos, “preto, olha a massa”, acessibilidades, transportes e essas coisas todas que transformam qualquer país atrasado no “state of the art”, no último grito, no “uau, estas estações de metro são tipo Kubrick”. Até que a FIFA chegou ao Brasil. Foi lindo. Aquele sujeito que deve ser suíço ou flamengo, protestante é de certeza, Jérôme Valcke, não sei quê da FIFA, andou a fazer cara de alemão, mal disposto com os índios e os mosquitos e os estádios que não saíam do papel, e a ameaçar, e a dizer que assim não dava, com aquela voz de capataz primeiro-mundano, vilão ideal para a versão 3D do Orientalismo, até que se viu que o homem não aguentou o Brasil. Desistiu. Que se dane. Que se foda. É. Foi preciso chegar ao Brasil para a FIFA descobrir, com muitos anos de atraso, o “quesefodismo”. Os estádios não estão prontos? Que se foda. Há greves dos trabalhadores do metro? Que se foda. Derrapagens de milhões? Que se foda. Parabéns ao Brasil por ter dado uma lição graciosa à FIFA e por disponibilizar a todo o mundo a primeira copa “quesefodista” da história.

 

PS: descobri que, afinal, o Valcke é francês. Que se foda.

12
Jun14

7700: Dia Inaugural

Bruno Vieira Amaral

Hoje é o dia mais chato do mundial depois do dia do jogo de atribuição do 3º lugar. Está ao nível daqueles dias de purgatório entre os quartos-de-final e as meias-finais e entre as meias e a final, quando os jornalistas desterrados fazem reportagens sobre autóctones que vendem piricas e criam tucucas e têm um primo que foi casado com uma portuguesa, “gente boa”, e descobrem aos gritinhos que uma antiga lenda dos relvados agora é proprietário de uma oficina ou dono de uma empresa de transportes. É o dia inaugural. Os adeptos estão ansiosos por ver futebol e eles dão-nos coreografias e música mexida, tecidos esvoaçantes e pirotecnia. Quando o jogo começa há uma sensação de falsa partida. Durante a primeira parte, jogadores e público – no estádio e em casa – não sabem se já é a sério ou se aquilo ainda faz parte do espectáculo dos Fura dels Baus. Um Camarões-Honduras ou um Costa-Rica-Tunísia disputado a meio do campeonato às três da tarde num estádio de 40 mil lugares em plena Amazónia tem um potencial competitivo muito superior ao de um Brasil-Alemanha no primeiro dia da competição. Felizmente, as regras da Fifa tratam de evitar esses confrontos violentos logo no início. Sai sempre um soporífero Brasil-Escócia, um paupérrimo Alemanha-Bolívia ou mesmo um África do Sul-México que ninguém sabe de onde veio e para onde foi. O efeito é o de uma anestesia antes de uma operação complicada: “Isto vai ser um mês difícil, com muito futebol, por isso, para começar, tem de levar com este joguinho que é muito relaxante. É provável que, daqui a nada comece a ver uns rapazinhos loiros de camisolas axadrezadas, não se preocupe, é mesmo assim”. A única esperança é que haja uma surpresa, que o mais forte seja derrotado e que o choque seja forte o suficiente para acordar o mundo da letargia em que duas horas de vai-vem televisivo entre o rabo de Jennifer Lopez e a cara de Dilma Rousseff o irão sem dúvida depositar. No que me diz respeito, o mundial a sério começa amanhã. Hoje é só circo, fumaça e escrete. Nada que me interesse.

Seguir

Contactos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D